Divulgação: Vamos iniciar uma AMAP? Iniciativa do Monte Mimo, Alvalade do Sado

O Monte Mimo convida a um encontro no dia 25 de Abril para sonhar e concretizar juntos uma AMAP, com o anfitrião motivado para ser o produtor de hortícolas. O Monte Mimo está disponível para ser produtor de hortícolas numa AMAP em parceria com outras pessoas – produtores e co-produtores (consumidores que partilham responsabilidades). Para concretizar esta AMAP precisamos em conjunto articular a forma de nos organizarmos e agirmos.

Convidamos, no dia 25 de Abril a virem ao Monte Mimo:

 09h30 Boas Vindas
10h00  Visita à horta
10h30 Conversa com o foco
– Como nos organizamos e agimos nesta AMAP?
13h00 Almoço Vegetariano com produtos do Monte Mimo
14h30 Um modo diferente de entregar cabazes
– como feito noutros grupos: AMAP.
15h30 Observações e melhoramentos
– modos de organizar e agir nesta AMAP.
17h00 Chá e fecho

Propomos já no dia 25 de Abril termos também a experiência de entrega de cabazes com produtos do Monte Mimo. Valor e peso: 10 euros/5 kg. Se queres fazer parte desta 1ª experiência reserva o teu cabaz até dia 23 de Abril via e-mail: mimo@ecobytes.net.

Neste dia vamos contar com o apoio da Maria Rute – Orla Design – para a facilitação das conversas. https://www.orladesign.org

O Convite é aberto a todas as pessoas interessadas na articulação e/ou curiosas sobre esta AMAP e pessoas com vontade de se inspirarem… o almoço vegetariano será por donativo.

No passado dia 11 de Abril, em Relíquias – no espaço A Onda, pessoas encontraram-se e concordaram que a ACÇÃO DE PRODUÇÃO E CONSUMO DE BENS ALIMENTARES LOCAL PODE BENEFICIAR TODA A COMUNIDADE!

Apresentámos Modelos de apoio mútuo entre a produção e consumo, de bens alimentares como: AMAP, CSA, Genuíno Clandestino. Escutámos uma produtora com 3 anos de experiência neste tipo de modelos de proximidade. Conversámos e percebemos o que existe entre nós – produtores, consumidores e observadores … e bom, bom, era surgirem AMAPs como cogumelos, aqui e ali ….

Para ouvir na Rádio Rio o programa “Agricultura de proximidade e criação de AMAP”, gravado e editado pela Tamara:
https://www.radiointernacionalodemira.com/cafe-sudoeste

Agradecidos pelo vosso apoio!!!
Um abraço mimoso…
Rita e Sérgio

Sem esquecer que o propósito desta criação de AMAP é a Soberania Alimentar aqui e em todo o lugar… hoje dia 17 de Abril é celebrado o Dia Internacional das Lutas Camponesas!

Ajuda-nos a criar a Identidade Visual da REGENERAR!

A todos os produtores e co-produtores AMAP/CSA,

Se…

…és um produtor / co-produtor activo

…tens criatividade e gosto em co-criar

…defendes a alimentação biológica local

…assim, como redes de consumo solidárias e agroecológicas…

E…

… queres ajudar a dinamizar o modelo AMAP e CSA por todo o país..

… e fazer parte da mudança..

Este concurso de ideias é para ti!

Participa na criação da Identidade Visual da “REGENERAR”, a primeira Rede Portuguesa de Agroecologia Solidária.

Constituída em dezembro de 2018 por sete grupos de agricultura de proximidade, esta organização informal representa agricultores e co-produtores unidos com o mesmo compromisso ético de desenvolvimento justo e sustentável. Um dos objectivos é organizar e disseminar o modelo agrícola de consumo cooperativo e solidário em Portugal.

Faz parte da mudança 🙂

Consulta as INFORMAÇÕES E REGRAS DO APELO aqui. 
O prazo de entrega das propostas termina às 23:59
do dia 30 de Abril de 2019.

Falar e sonhar sobre a produção | consumo de bens alimentares no Alentejo – 11 de abril na Onda, às 18h

Partilhamos este convite à conversa sobre produção e consumo de bens alimentares que vai tomar lugar no dia 11 de abril no espaço Onda em Relíquias (Alentejo), às 18h.

A nossa acção na dinâmica produção – consumo de bens alimentares pode trazer benefícios a toda a comunidade?

Modelos de consumo | produção  há muitos….

O primeiro modelo de partilha de responsabilidade e abundância de produção alimentar – com parcerias entre produtores e consumidores – surgiu em 1960 no Japão e dá-se pelo nome de Tikei e desde então por muitos locais no mundo se têm vindo a desenvolver modelos de apoio mútuo, autónomos, guiados pelo bem comum, como alternativas ao modelo convencional da produção e distribuição de alimentos, guiado pelo interesse económico.

Em Portugal a primeira AMAP surgiu há 13 anos em Odemira, com o apoio da Coop TAIPA. EM Dezembro 2018 foi fundada a Rede REGENERAR que junta 7 iniciativas AMAP | CSA existentes em Portugal.

Vamos apresentar um pouco mais sobre o existe já como AMAP, CSA, Genuino Clandestino e o que os caracteriza como grupos autónomos de consumo com o propósito de criar circuitos curtos de comercialização e de responsabilidade compartida.

Estará presente uma produtora, que se envolveu no desenvolvimento de um modelo CSA na Alemanha, dará a conhecer a sua prática na parceria com os consumidores.

Estamos também a chamar para juntos conversarmos e nos inspirarmos com a ideia de que esta região tem condições para criar modelos onde toda a comunidade beneficia das nossas dinâmicas de produção | consumo neste caso com o foco em bens alimentares

Apresentações

Modelos de apoio mútuo e local entre produtores e consumidores: CSA; AMAP; Genuino Clandestino
Regenerar – Rede Portuguesa de Agroecologia Solidária

Conversa Aberta:
Nesta região podemos adaptar estes modelos à realidade existente?

O que existe pode ser já um inicio de alguma dinâmica de produção|consumo de escala local?

 Local: A Onda – Relíquias
11 de Abril 2019, às 18h

Começa o ciclo da Primavera | Encomendas AMAP Porto & Gaia

Na AMAP os Co-produtores (consumidores) comprometem-se a adquirir produtos biológicos, diretamente ao produtor, mediante subscrição e por um período pré-definido de três meses. Os pagamentos são efetuados no início de cada trimestre ou mensalmente, diretamente a cada produtor.

AMAP Porto

A ChuchuBIO, de Famalicão, é a principal produtora de hortícolas desta AMAP
A ChuchuBIO, de Famalicão, é a principal produtora de hortícolas desta AMAP

Produtores Biológicos Certificados ativos: ChuchuBio (hortícolas), Agrinemus (laranjas/ tangerinas, leguminosas e centeio), Quinta da Serrinha (azeite e frutos secos), Pão da Terra (pão) e os Cogumelos do Migaas.

A distribuição acontece todas as terças-feiras, entre as 18:00h e as 20:00h, no Pavilhão – Jardim do PINC, na Praça do Coronel Pacheco, 2 Porto.

Em Abril, haverá quatro (5) entregas – dias: 2, 9, 16, 23 e 30
Em Maio haverá quatro (4) entregas – dias: 7, 14, 21 e 28
Em Junho haverá quatro (4) entregas – dias: 4, 11, 18 e 25

Envia a tua encomenda, até dia 25 de Março, preenchendo este formulário.

Todas as questões/assuntos relacionados com a AMAP Porto deverão ser enviados para o email: amapportopinc@gmail.com

AMAP GAIA

A Quinta de Silvares, em Vizela, é a principal produtora de hortícolas desta AMAP
A Quinta de Silvares, em Vizela, é a principal produtora de hortícolas desta AMAP

Produtores Biológicos Certificados ativos: BioSilvares (hortícolas), Quinta da Serrinha (azeite), Pão da Terra (pão) e os Cogumelos do Migaas.

A distribuição acontece todas as quartas-feiras, entre as 18h e as 20h no Ginásio Clube de Mafamude Rua do Telhado 265 (junto a S. Ovídio) 4430-196 Vila Nova de Gaia .

Em Abril, haverá quatro (4) entregas – dias: 3, 10, 17 e 24
Em Maio haverá quatro (5) entregas – dias: 2, 8, 15, 22 e 29 (Como dia 1 de Maio é feriado a 1ª entrega de Maio será dia 2 Quinta feira.
Em junho haverá quatro (4) entregas – dias: 5, 12, 19 e 26

Podes fazer as tuas encomendas através deste formulário. Todas as questões/assuntos relacionados com a AMAP Gaia deverão ser enviados para o email: amapgaia@movingcause.org

PRODUTOS BIOLÓGICOS A UM PREÇO JUSTO, DIRECTAMENTE DO PRODUTOR!


AMAPs/CSA e o Cultivo da Biodiversidade

Image: Lycopersicum III 2013 | 120cm x 240cm, Uli Westphal

De que forma é que os agricultores e membros das Associações pela Manutenção da Agricultura de Proximidade estão a contribuir para o cultivo da biodiversidade?

Partilhamos um questionário desenvolvido no âmbito do projecto projecto Dynaversity (Horizon 2020) que foi enviado para todas as redes AMAP/CSA da Europa com o objectivo de mapear as parcerias entre produtores e co-produtores que promovem iniciativas para a conservação in-situ de sementes/plantas.

« Dynaversity analisa e descreve os actores envolvidos na conservação genética das plantas e pretende restabelecer a prática da diversidade na Agricultura, perspectivando a promoção de modelos de governança e gestão e a criação de novas formas de trabalhar em rede.»

A nível nacional estas informações também irão ajudar-nos a identificar boas práticas, que serão futuramente analisadas com mais detalhe através de entrevistas. Actores e locais seleccionados serão incluídos num conjunto de casos de estudo.

Não demora muito tempo!
Ajuda-nos a perceber e registar o que este movimento faz pela conservação da biodiversidade!
https://questionnaires.urgenci.net/index.php/714291

Tradução: Filipa Almeida & Liliana Pinto.  
Imagem: Lycopersicum III 2013, Uli Westphal (+info)

Habemus rede! Acta da Assembleia Constituinte da rede de AMAPs/CSA

Caros produtores, consumidores, co-produtores e apoiantes das AMAP/CSA,

Já passou mais de um mês da histórica Assembleia Constituinte da rede que pretende unir grupos de consumo e produção agroecológica em Portugal. Vimos então partilhar algumas novidades com todas as pessoas que participaram.

Antes de mais, dizer que já reunimos e vamos avançando nas tarefas que nos foram atribuídas, nomeadamente na definição de um nome para a rede que se quer dedicar à difusão de práticas e conceitos das AMAP/CSA em Portugal. O assunto foi longamente debatido por email e finalmente levado a votos com uma série de possibilidades, das quais a que reuniu mais apoios foi:

REGENERAR – Rede Portuguesa de Agroecologia Solidária

Mas ainda antes disso, o primeiro passo que demos foi mesmo aprovar a Acta da Assembleia Constituinte que pode ser consultada neste link, ou se preferirem em formato podcast no blog d’O SOM É A ENXADA, que tem acompanhado as AMAP desde o I Encontro Nacional em 2015.

Um dos grandes passos dados na Assembleia foi a aprovação da Carta de Princípios, que podem consultar no nosso website e também ouvir desde já em formato podcast aqui. Divulguem!

Saiu também um artigo no Jornal Mapa sobre o lançamento da rede.

Seguimos revolucionando o paradigma do consumo e produção agroecológica em Portugal!

A equipa dinamizadora,

Liliana Pinto
(AMAP Gaia e Porto),
Marília Moura
(CSA Partilhar as Colheitas, Montemor-o-Novo)
Olívia Silva
(AMAP Famalicão e Porto)
Samuel Thirion
(Cabaz da Horta, Odemira)
Sandra Martins
(AMAP Matosinhos)
Sara Moreira
(AMAP Porto)
Susana Gouveia
(AMAP Guimarães, Gaia e Matosinhos)

Convocatória: Assembleia Geral | 15 DEZ | Mafamood, Gaia

ASSEMBLEIA GERAL DAS AMAP
Sábado, 15 de Dezembro de 2018 das 15:00 às 19:00
— no espaço Mafamood, em Gaia

Almoço partilhado das 12:00 às 15:00
[3 euros de contribuição para o espaço que nos acolhe]

Convidamos todos os agricultores, consumidores, produtores, co-produtores e entusiastas das Associações pela Manutenção da Agricultura de Proximidade a participarem na Assembleia Geral agendada para o próximo dia 15 de Dezembro de 2018 (sábado) pelas 15 horas no espaço Mafamood, sito na Rua do Telhado, 265 — Vila Nova de Gaia.

Da ordem de trabalhos (que partilharemos em breve com maior detalhe), constará um ponto de situação das AMAPs em Portugal e a apresentação de propostas para 2019, incluindo o lançamento da Rede das AMAP.

A Assembleia será precedida por um convívio e almoço partilhado, entre as 12:00 e as 15:00 no espaço Mafamood.

Já temos confirmada a presença de dinamizadores de AMAPs de vários pontos do país. Contamos contigo também? 🙂